Aplicaciones Móviles

#JMJ2016: «Peregrino» é a aplicação da Jornada Mundial da Juventude

prejornadas Krakov 2016

Participantes nas pré-jornadas visitam locais significativos nas 40 dioceses da Polónia

Cracóvia (Ecclesia) .– A organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) apresentaou a aplicação para dispositivos móveis ‘Peregrino’, que foi descarregado por cinco mil utilizadores na primeira hora.

A aplicação ‘Peregrino’ foi pensada para os participantes na JMJ, que decorre em Cracóvia entre os dias 26 e 31 de julho, e para os moradores da cidade, disponibilizando um guia móvel, um mapa e informações relevantes.

Disponível em nove línguas, a aplicação é gratuita e pode ser descarregada para os sistenas Android, IOS e Windows, com informações sobre a localização dos eventos mais importantes da JMJ, permitindo definir o percurso para lá chegar, e sobre os locais mais interessantes para visitar em Cracóvia.

De acordo com a Rádio Vaticano, a aplicação oferece ferramentas básicas para a conversação, os textos litúrgicos, livros de oração e horários para ajudar os jovens a comunicar.

A Jornada Mundial da Juventude decorre na cidade polaca de Cracóvia, entre 26 e 31 de julho; a anteceder este encontro mundial de jovens, decorreram na última semana, nas 40 dioceses do país, as pré-jornadas, com a participação de jovens de todo o mundo, que visitaram locais emblemáticos da Polónia.

João Cláudio, que integra um grupo de Portugal, visitou este sábado o campo de execução de Palmiry, onde foram mortos mais de 1700 polacos, nomeadamente os que faziam parte da elite política, cultural e social do país, durante a Segunda Grande Guerra, pelas forças nazis.

A Jornada Mundial da Juventude termina no Campo da Misericórdia, situado a 10 quilómetros do centro de Cracóvia, onde, de acordo com a organização, vão estar mais de 2 milhões de jovens para a Vigília de Oração com o Papa Francisco e a Missa de Encerramento e Envio dos Jovens, respetivamente a 30 e 31 de julho

O ‘Campus’ está situado na localidade de Brzegi e está organizado em torno do altar, onde se destaca ao centro a imagem de Cristo Misericordioso e nas laterais os dois patronos da JMJ, São João Paulo II e Santa Faustina.

A Rotunda da Misericórdia, que dá acesso ao ‘Campus’, já está concluída e, de acordo com a voluntária portuguesa para o setor da comunicação, Leopoldina Reis Simões, tem no centro uma escultura em pedra com símbolo oficial da Jornada Mundial da Juventude, que destaca os protagonistas deste encontro, Cristo e os jovens

As JMJ nasceram por iniciativa de João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

ada JMJ realiza-se, anualmente, a nível diocesano no Domingo de Ramos, alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos numa grande cidade: em 1987, Buenos Aires (Argentina); em 1989, Santiago de Compostela (Espanha); em 1991, Czestochowa (Polónia); em 1993 em Denver (EUA); em 1995, Manila (Filipinas); em 1997, Paris (França); em 2000, Roma (Itália); em 2002, Toronto (Canadá); em 2005, Colónia (Alemanha); em 2008, Sidney (Austrália); em 2011, Madrid (Espanha) e Rio de Janeiro (Brasil), em 2013.

PR

Te puede interesar también

Deja un comentario